segunda-feira, 24 de junho de 2019

O Ecofestival "Salva a Terra 2019" !


É já, de 27 a 30 de Junho que as gentes de Salvaterra do Extremo vão receber mais um  ecofestival. Esta realização bienal, anima e dá a conhecer uma terra que se recusa a morrer e mantém os saudáveis valores da natureza e das gentes beirãs.



(Retirado de https://www.facebook.com/events)


(Retirado de https://www.facebook.com/events)

Do site, www.agriportugal.com, com o título "Salva a Terra 2019 vai criar o paraíso da sustentabilidade e da criatividade", com a devida vénia transcrevo excerto dum artigo da "Gazeta Rural".

O ecofestival Salva a Terra, já considerado o mais ecológico dos festivais portugueses, regressa de 27 a 30 de junho a Salvaterra do Extremo, em pleno Parque Natural do Tejo Internacional, concelho de Idanha-a-Nova.
Enquanto espécie raríssima de festival, em si um ecossistema criativo de diversidade, o bienal Salva a Terra surge ainda mais arrojado, solidário e sustentável, com um programa que reforça a sua essência: a preservação da biodiversidade.
Com a aquisição da Pulseira do Salva a Terra, apenas 1 Euro por pessoa (com possibilidade de donativo), terá acesso a concertos, cinema, teatro, passeios pedestres, educação ambiental, conferências, bailes, animação de rua, entre outras atividades, com direito a dormida em regime de campismo dotado de casas de banho e duches.
Circunstâncias extraordinárias chegaram a ameaçar a sobrevivência do próprio ecofestival, mas a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova decidiu assegurar a preservação do Salva a Terra, em coorganização com a União das Freguesias de Monfortinho e Salvaterra do Extremo e a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza.
O Salva a Terra 2019 será assim extraordinário de diferentes formas, mas mantém a sua função, a energia e a identidade intactas. Continuará a ser uma causa que gera sinergias, por isso, todos os lucros revertem para os Centros de Estudo e Recuperação de Animais Selvagens da Quercus, designadamente as receitas da Pulseira Salva a Terra (1 Euro) e do Kit Salva a Terra 2019 (saco + pulseira + púcaro + programa) no valor de 5 Euros / Donativo.
Palco Terra, Palco do Pelourinho, Palco Lusco-Fusco e Palco Igreja são espaços com que os festivaleiros ficarão familiarizados, mas também haverá percursos, conferências e oficinas, em espaços tão singulares como o Quintal do Caniche Fufu, que promete tornar-se um paraíso que nunca vai querer abandonar.
O cartaz musical do Salva a Terra 2019 já está aí e traz uma imperdível partilha de culturas e sonoridades. Presença de destaque para o Brasil (Tyaro) e a Geórgia (Gacha Bakradze), mais precisamente Tbilisi, cidade parceira de Idanha-a-Nova no Club de Estrasburgo.
Para o dia 27 estão confirmados concertos de Tiago Pereira & Sílvio Rosado e dos Milo ke Mandarini. 
O dia 28 conta com Kabeção, Palankalama, Trio Madrigali, Bairro do Samba, Espírito Nativo, Tyaro e Gacha + Kabeção (Special Guest).
No dia 29, o Salva a Terra apresenta concertos de Vasco Ramalho, Mano a Mano, Cardo Roxo, Ana Pinhal, Olokum + Projeto Sementinha, Terra Livre e DJ Tupimambo.

domingo, 5 de maio de 2019

Dia da Mãe


"Maternidade"
(Cópia de desenho de Pablo Picasso)


Mãe! Dia da Mãe!
E o meu sentimento, profundo,
um sentimento que se adivinha,
é para todas as mães do mundo! 
Eu, nunca esquecerei a minha!


segunda-feira, 29 de abril de 2019

E já lá vão 28 anos !


29 de Abril de 1991





Já foi há 28 anos mas nem parece!
Lembrá-lo, não é coisa descabida.
Quem tem memória não esquece
aquele que um dia lhe deu a vida!

terça-feira, 19 de março de 2019

DIA DO PAI



Quadro de Guido Reni
(retirado de Wikipédia)


PAI, palavra que tão curta ela é,
mas tão grande a sua dimensão!
Por ela nasci, cresci, pus de pé
e forte, gravei em meu coração!

Gente da minha terra ... ( 2 )


Talvez valha a pena frisar de novo que o motivo porque algumas pessoas aqui são trazidas por mim, é apenas o de lembrar alguns filhos da terra que me viu nascer e que eu mal conheço ( para não dizer que desconheço totalmente ) mas que cresci a ouvir falar neles ou os descobri graças às novas tecnologias. Dispenso-me de fazer doutas apreciações. Deixo isso ao cuidado de quem tiver interesse e paciência para ler os meus escritos. O meu Bem Hajam por isso!  


Posto isto e valendo-me ainda do que está escrito no blogue


no mesmo Livro de Despedida do 7º ano  1951/1952  do Liceu de Castelo Branco, aqui fica: 


António Campos Monteiro Romão




Nasceu em Salvaterra este primor
E de lá veio um dia p’ró Liceu
E com tal sobretudo apareceu
Que o rapaz causou logo algum furor


(…)
Menina:

Você gosta do Romão?
E acha que ele deve ser
Para si um partidão?
Se assim é, vá procurá-lo:
Certamente deve estar,
Repimpado no cinema
Ou a jogar o bilhar!




Apenas como nota curiosa, refiro que nesse mesmo Livro de Despedida, pela primeira vez António Forte Salvado que andava no ainda no 6ºAno, surgiu com uns versos dedicados ao amigo Armando Rocha, assinando com o pseudónimo Anforsal.

Armando Rocha Ribeiro
Que ao lado está retratado
Nasceu em Castelo Branco
Tocando e cantando o fado… 

Muitos anos depois o António Salvado … fez-se o grande Poeta que é hoje! 

Não só se fez grande Poeta, como tive o prazer de o ter como professor de Francês no já longínquo ano de 1960, na Escola Industrial Marquês de Pombal e mais tarde também grande foi o prazer de o ter como Amigo!  

Do seu livrinho "QUADRAS (IM)POPULARES E SÁBIOS EPIGRAMAS", transcrevo:

PESSOA SÉRIA
Conheço bem esse mérito
aquilo de que és capaz

contigo não há pilhéria
sem o perigo despertar!

(Longe de mim a ideia
de a essa regra faltar!)

domingo, 10 de março de 2019

Gente da minha terra ... ( 1 )



Perguntei ao vento que passou,
pelas gentes da minha terra…
e o vento, ele muito me contou,
do bom povo de Salvaterra!



Vou começar por colocar aqui uns “posts” dedicados a gente, que foi “gente”, desta minha terra que não esqueço. Oxalá, muitos ainda o sejam! Decerto me esquecerei eu dalguns, também muitos. Porém, só destes que aqui deixo consegui através da “internet” e dalguma imprensa, recolher alguma informação. A todos os “esquecidos”, as minhas desculpas!
Espero e desejo que alguém, com mais conhecimento do que eu, possa completar este "post" e os seguintes, dando mais alguma informação acerca dos visados. Penso que será útil para todos!



Primeiro as senhoras, portanto começarei por, aproveitar o que está escrito no blogue   http://memoriarecenteeantiga.blogspot.com ,  acerca  de  Maria Leonor Romão Dias Carreiro , no Livro de Despedida do 7º ano, 1951/1952, do Liceu de Castelo Branco.  







Maria Leonor Romão Dias Carreiro




Não gosta de Castelo Branco
Acha isto do pior…
Afirma que Salvaterra
É trinta vezes melhor!


Nota: Pessoalmente, eu não diria melhor!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Santo e Feliz Natal!

A todos os meus amigos e a todos os que ainda vão visitando este blogue, apesar de estar pouco menos que parado, fica a promessa de que em breve terá mais movimento e apresento os meus sinceros votos de SANTO E FELIZ NATAL.

⭐⭐⭐

Este ano escolhi um desenho de Carlos Botelho apresentado na edição do Diário de Lisboa, no Natal de 1950. Espero que gostem!




Uma estrelinha, aquela noite iluminou
e assim, o esperado milagre aconteceu.
O mundo inteiro em alvoroço acordou!
É Natal! É Natal! Já o Menino nasceu!