segunda-feira, 30 de abril de 2012

O "Angola", vai de viagem... virtual! ( 27 ) ... Luanda - São Tomé


Dia 28 :

Após uma viagem sossegada, o navio chegou defronte da baía de Luanda, cerca das 10h 30min e terminou as manobras de acostagem às 11h 53 min.
Cerca das 24.00h estaremos de saída!
Luanda
Avenida marginal e o edifício do Banco de Angola


Luanda
Vista parcial, com a Escola Industrial em primeiro plano
Haverá algumas horas para ir até à cidade, tomar um café na “Versalhes”, olhar a Fortaleza, passear até à Ilha e apreciar o anoitecer na baía.

Luanda
O anoitecer na baía e o  edifício de 21 andares, do Banco Comercial de Angola
 a alguns meses da sua inauguração
As temperaturas, do ar e da água, amolecem os corpos e são propícias à indolência. Há que acalmar o corpo e o espírito, até São Tomé, pois os 7 dias que se seguirão, serão monótonos e enervantes depois de quase 2 meses de viagem.
Antes do Funchal, pelo menos, não haverá idas a terra e só o saber que estamos de regresso a casa, nos traz algum lenitivo.

Às 22h 50min, o “Angola” iniciou a despedida de Luanda  e às 23h 54min rumou a São Tomé, decidido a passar a linha do Equador. 


Dia 29 :

Começamos a afastar-nos da navegação costeira, a sentir os efeitos do golfo da Guiné e o ar e a humidade começam a tornar mais difícil a respiração.



Dia 30 :

Às 00.00h, os relógios de bordo foram atrasados 60 minutos.

Às 13h 30min o navio aproxima-se do fundeadouro onde lança a amarra às 13h 55min.
Os interessados em ir a terra, se tiverem tempo, poderão embrenhar-se nas roças Água Izé ou Água Amoreira, entre outras e deparar com a palmeira de leque, característica desta ilha, com as bananeiras, os cacaueiros e os mamoeiros, etc. ou o Fortim de São Jerónimo.

Despachado o trabalho de carga, o navio levantou ferro às 22h 49min.

Sem comentários:

Publicar um comentário